Confissão de um Comissário (Confessione di un commissario di polizia al procuratore della repubblica) [1971]


Um surpreendente estudo sobre o poder e a justiça naquele que foi um dos primeiros retratos cinematográficos das implicações da máfia no sistema político italiano. Confissão de um Comissário é um grande filme subvalorizado que já está disponível em DVD.

É um jogo de “gato e rato” dentro e fora dos meandros da justiça, surpreendente no desenvolvimento da narrativa e na forma como são dissecados muitos dos “podres” da sociedade italiana (e não só!). Promovido como um puro e duro filme de ação, à época do seu lançamento nos EUA, o conteúdo crítico de Confissão de um Comissário eleva este drama policial a um nível de interesse que, infelizmente, se tornou intemporal, e que o torna muito mais do que um simples filme de “pancadaria” ou de “polícias e ladrões” (ou neste caso, “polícias, ladrões, e polícias que são também ladrões”). O efeito do suspense, dos diálogos e da mise-en-scène permaneceu inalterável, com o passar dos anos, mesmo que o lado kitsch do filme queira aparentar o contrário.

Leiam a crítica integral na Máquina de Escrever.

Comentários