sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Olhos Grandes (Big Eyes) [2014]


O novo filme do realizador de “Sweeney Todd” e “Marte Ataca” só tem alguma excentricidade na história bizarra e verídica que relata, já que, de resto, não encontramos ali muitos dos ingredientes habituais no imaginário de Tim Burton. 

Há em Tim Burton uma faceta que poucos parecem valorizar: a de um retratista dos solitários, dos génios criativos, ou até daqueles iludidos pela sua suposta genialidade. Todos eles cabem no universo Burtonesco, sejam inspirados em pessoas de “carne e osso”, sejam puras criações do realizador. E em Olhos Grandes, encontramos tanto a mulher talentosa que se esconde do mundo, como o homem que quer ser aclamado graças ao trabalho dos outros – e, ao que parece, são ambos figuras reais.

Leiam a crítica integral na Máquina de Escrever.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).