Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2015

Olhos Grandes (Big Eyes) [2014]

Imagem
O novo filme do realizador de “Sweeney Todd” e “Marte Ataca” só tem alguma excentricidade na história bizarra e verídica que relata, já que, de resto, não encontramos ali muitos dos ingredientes habituais no imaginário de Tim Burton. 
Há em Tim Burton uma faceta que poucos parecem valorizar: a de um retratista dos solitários, dos génios criativos, ou até daqueles iludidos pela sua suposta genialidade. Todos eles cabem no universo Burtonesco, sejam inspirados em pessoas de “carne e osso”, sejam puras criações do realizador. E em Olhos Grandes, encontramos tanto a mulher talentosa que se esconde do mundo, como o homem que quer ser aclamado graças ao trabalho dos outros – e, ao que parece, são ambos figuras reais.
Leiam a crítica integral na Máquina de Escrever.

Um Lance no Escuro... e Guilherme Fonseca!

Imagem
O guionista e comediante Guilherme Fonseca é o convidado de mais uma divertida emissão de Um Lance no Escuro! Podem ouvir esta entrevista mui engraçada aqui em baixo!

UM LANCE NO ESCURO 23

Um Lance no Escuro... e os Capitães da Areia!

Imagem
Esta emissão teve direito a genérico especial e tudo: conversei com o António Moura e o Tiago Brito, dois dos Capitães da Areia. Falámos sobre o novo álbum da banda, "A Viagem dos Capitães da Areia a Bordo do Apolo 70", numa cavaqueira divertida com muitos pães com marmelada à mistura. 

UM LANCE NO ESCURO 22

CÓRTEX: Os filmes da competição internacional

Imagem
A trupe da Máquina de Escrever deu um saltinho virtual até Sintra, para ver algumas das curtas-metragens presentes na Competição Internacional na edição de 2015 do Festival Córtex. Neste conjunto de opiniões encontram-se também duas participações minhas, lá para o final do artigo. Podem ler tudo aqui.

Um Lance no Escuro... e Pedro Mexia

Imagem
O primeiro convidado de 2015 é Pedro Mexia, numa emissão emitida na noite de ontem. Uma cara conhecida do "Governo Sombra" (TVI/TSF), cronista do Expresso, e que pertenceu à direção da Cinemateca. Uma conversa sobre cinema, literatura, blogs e muito mais, e que podem ouvir, como de costume, na Rádio Autónoma.


UM LANCE NO ESCURO 21

O regresso de Um Lance no Escuro em 2015

Imagem
De regresso a uma das coisas que mais gosto me dá fazer: rádio. Esta foi a 20.ª vez que gravei Um Lance no Escuro na Rádio Autónoma. O resultado é uma selecção de bandas sonoras de John Carpenter. Já podem ouvir em podcast ou fazer o download, já aqui em baixo. E muitas surpresas estão a ser preparadas para as próximas emissões - com convidados de alto gabarito, como sempre!

UM LANCE NO ESCURO 20

Um Ano Muito Violento (A Most Violent Year) [2014]

Imagem
Recuperando referências do cinema americano dos anos 70 e 80, Um Ano Muito Violento é uma história de crime e poder que sobressai pelo grande trabalho de interpretação. 
Depois de um olhar particular sobre a crise financeira recente demonstrado em Margin Call – O Dia Antes do Fim, e de um poético relato de sobrevivência em alto mar com Quando Tudo Está Perdido (que tem uma incrível prestação de Robert Redford), J. C. Chandor regressa com um filme distinto dos anteriores, mas que não esquece algumas das suas características fundamentais, sobretudo a formidável direção de atores. É um cinema preocupado com as suas funções mais ancestrais: contar uma boa história e explorar, através dela, as múltiplas dimensões da condição humana. E aqui vemos, em todo o seu esplendor, as consequências de uma série de armadilhas provocadas pelo choque entre interesses pessoais e a ambição do poder.
Leiam a crítica integral na Máquina de Escrever.