O Filme LEGO (The LEGO Movie) [2014]


O Filme LEGO está a receber uma invulgar aclamação dentro do género que se enquadra, destacando-se de um sem número de apostas insípidas e repetitivas que preenchem o mercado do Cinema de animação. E merece-o, pois de todas as obras cinematográficas que utilizam a expressão “filme familiar” para levar Pais e petizes à sala , esta é das poucas que justamente se auto-nomeou como tal. 

Talvez desde Toy Story 3 que não se via um filme assim, um objeto satírico, inteligente e brilhante, que mexe a pequenada e a gente mais crescida de formas muito diferentes: enquanto as crianças ficam maravilhadas pela soberba animação e pelo lado “fixe” da narrativa, os adultos têm oportunidade de encontrar uma crítica à sociedade moderna que não se fica só por isso, possuindo várias camadas de subtileza que desafiam o mais moderno e complexo dos filmes de “imagem real”. 

O Filme LEGO representa um daqueles raros acontecimentos cinematográficos em que todo o público se consegue divertir e retirar alguma coisa especial. É da essência do ser humano, e daquilo que torna cada um de nós único e insubstituível, que se fala primordialmente nesta trama de amor, amizade, família e aventura. E a fita não se limita a transmitir essa mensagem com alguma fórmula já considerada gasta e irrelevante: vemos a narrativa dar várias voltas em si própria, a mostrar-nos sempre umas quantas novas surpresas, e a desafiar a própria perspetiva que estamos a tirar do filme.

Leiam a crítica integral no Espalha Factos.

Comentários