sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Filmes em 60 segundos: A Verdade e o Medo (Beyond a Reasonable Doubt) [1956]


Foi o último filme americano de Fritz Lang e é ainda uma peça singular do seu Cinema: «Beyond a Reasonable Doubt» envolve assassínios, manipulações judiciais, jornalismo e romance, numa narrativa labiríntica e desafiante inteligente e poderosa. É impossível não se adivinhar o desfecho da história, mas nem tudo aqui se faz do script: há que admirar o talento dos atores (destaque para Joan Fontaine) e o brilhantismo de Lang. É certo que não existe um grande esforço criativo – e algumas falhas técnicas são notórias -, contudo, é irresistível a construção do fio condutor que, pela câmara, o cineasta atribui a esta história peculiar e totalmente americana. Apesar das convenções nela instaladas, trata-se de uma peça singular de Cinema, que nos faz pensar sobre o que estamos a ver. E estando nós numa época em que há cada vez mais tendência para se fabricarem filmes vazios, é algo que deve ser valorizado.

★ ★ ★

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).