sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Filmes em 60 segundos: Lore [2012]


Uma realização convencional assente numa história invulgar, chocante e perturbadora (com um notável elenco): é o que se pode dizer de «Lore», que olha a queda dos sonhos e das falsas ambições prometidas pelo nazismo. Lore é a protagonista (palmas para a performance de Saskia Rosendhal!), filha de um oficial do regime, e apenas uma espectadora de um país que se libertará progressivamente do domínio do Führer. Assistimos, com dureza e crueldade, a um retrato desumano que desconstrói a desumanidade do nazismo, numa perspectiva não muito habitual e que abre uma nova luz sobre o pós-II Guerra Mundial, à medida que acompanhamos Lore e os seus irmãos numa luta desesperada pela sobrevivência. «Lore» é um filme corajoso que filma o despertar da (inicialmente) ingénua protagonista para a rutura com a ilusão floreada criada pelo nazismo (para esconder os horríveis crimes), e para a constatação da realidade trágica causada pela ideologia.

★ ★ ★

3 comentários:

  1. Eu já vi o filme, mas não me cativou... O melhor de "Lore" é o desempenho de Saskia Rosendahl e o tom realista da película, mas a história é minimamente interessante e o filme é um bocado aborrecido e enfadonho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, ela está simplesmente brilhante. Não diria que é aborrecido e enfadonho pelo seu conteúdo, mas pela forma como foi exposto. Mas é uma peça curiosa de Cinema, que pode custar a entrar nela, mas vale a pena :)

      Eliminar
    2. De facto é verdade, é enfadonho pela forma como foi exposto e penso ter sido demasiado grande não ajudou...

      Eliminar

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).