quarta-feira, 21 de agosto de 2013

A Cinemateca


Há uma tendência cada vez maior no governo português e nas suas entidades para incentivarem os consumidores a sacarem cultura da net. É assim mesmo, encerram-se os espaços culturais para deixar a malta enfiada em casa a clicar. A Cinemateca Portuguesa, agora em risco de fechar, onde são exibidos muitos filmes raros e pouco ou nada vistos na televisão e no home video, é um caso disso. Mas de facto, se assim preferem, quem fica a perder é o país... Se assim preferem, perde-se mais uma fonte de investimento (sim, porque a Cinemateca não é um museu-fantasma, tinha muitos utilizadores e sócios) e perde-se mais um valor incalculável da cultura nacional. João Bénard da Costa está a dar muitas voltas na tumba neste momento...

2 comentários:

  1. Manuel Ramalho21/8/13 15:09

    Atenção ao peso financeiro de algumas estruturas culturais...Será este um desses casos? Talvez seja necessário reorganizar, para ser possível continuar, diversificar e melhor distribuir...por todo o País! Bom assunto para falar com Catarina e quem mais se possa interessar. Cpts

    ResponderEliminar

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).