sábado, 6 de julho de 2013

Sherlock Holmes - O Vale do Terror


«O Vale do Terror» foi a quarta e última aventura longa de Sherlock Holmes (o detetive era protagonista, sobretudo, de short stories), criada pelo seu "Pai", Arthur Conan Doyle. Como fã de (bons) policiais que sou, não pude deixar escapar esta deliciosa edição nacional de bolso (da já conceituada coleção "11/17" - as dimensões de cada livro da mesma -, onde os livros são muito simpáticos, práticos e acessíveis para quem não gosta de andar com calhamaços atrás. Os preços é que talvez não sejam os mais justos, dado o facto dos livros serem de bolso, mas vale a pena espreitar a lista de títulos da coleção - daqui também li «O Grande Gatsby»). Não sendo uma das histórias mais atrativas, originais, interessantes ou apelativas do longo historial das aventuras do detetive mais famoso do Mundo, não deixa de ser uma leitura extremamente agradável, com a escrita de Doyle que dá muita atenção aos pormenores do espaço que rodeia as personagens, bem como todas as particularidadezinhas que são necessárias a Holmes para resolver o mistério que inunda o Vale do Terror. O livro é composto por duas novelas: uma, é o caso propriamente dito; outra trata-se de uma "prequela", onde se dá a conhecer o passado de uma das personagens do caso que Holmes e o seu fiel amigo Watson investigaram na primeira novela. Boa sugestão para as férias, que pedem leituras descontraídas e relaxadas, mas que não se tornem demasiado paradas e que possam ter alguma "ação". 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).