quinta-feira, 2 de maio de 2013

Rui Responde n.º 22

Na semana passada esqueci-me do Rui Responde (como eu gosto tanto e estimo tanto esta rubrica, estão a ver?), mas ficam aqui mais três perguntas. Já só tenho questões suficientes para encher mais duas edições desta rubrica, por isso se não querem que ela faleça e que continue a alegrar o vosso lar, basta questionarem-me sobre assuntos (ou temáticas, se preferirem) na caixa de comentários deste post, por mail ou no meu facebook (as informações todas estão por aí no lado direito deste blog). E cá vamos responder a mais três perguntas, desta vez da Inês Rebelo.

64.ª pergunta
Se pudesses viver numa época/ano/século específico, qual seria e porquê?

Gira, a pergunta (ou talvez não, eu é que estou a fazer-me de simpático). É complicado escolher apenas uma época/ano/século, por isso deixo três desejos meus de "viajar no tempo": anos 40, em Hollywood - adorava conhecer esse período, e as estrelas de então, tanto atores como realizadores (Bogart e Bacall, Ingrid Bergman, James Cagney, John Huston, Frank Capra, Hitchcock, John Ford, James Stewart... são tantos e a minha memória, neste momento, recorda-se de tão poucos!); a outra possibilidade seria os anos 70, com toda a Nova Hollywood a surgir com realizadores como Scorsese, Coppola, Bogdanovich... queria sentir aquela revolução cinematográfica mesmo na pele!; e a última possibilidade seria dar um saltinho pelos tempos do faroeste, de cowboys, de hold-ups, de saloons e de pistoleiros maus como as cobras (seria capaz de sobreviver pouco tempo nesta era doirada da História Americana, mas o risco vale a experiência). Eu sei que só mencionei a América (e, mais do que isso, tu não me pediste para especificar locais na pergunta), mas se pudesse ir para outro espaço temporal, teria de utilizar a minha (curtíssima) sapiência cinéfila para a escolha.


65.ª pergunta
O que é que, por mais que já tenhas tentado, ainda não conseguiste fazer?

Esta é fácil: ter sucesso com as raparigas. Próxima!


66.ª pergunta
Qual foi a última coisa de que te apercebeste e te pareceu significativamente importante (qualquer coisa como a tua última "epifania")?
 
Sinceramente acho que posso responder que, no meio de tanta coisa tão pouco significante que faço no meu dia a dia, ter o programa de rádio, que preparo todas as semanas, é algo que quase foi uma "epifania", para mim. E estou muito grato por terem aceite o meu projeto, por o estar a desenvolver bem (acho...) e por ver que grande parte das pessoas que convido para o programa aceita os meus convites (e ainda vou propor a mais alguns indivíduos...). É mesmo uma "epifania", apesar de pequena. Mas que para mim, obviamente, está repleta de significado.

2 comentários:

  1. Porque não gostas de Splielberg, tirando Schindler's List?

    Star Wars
    Indiana Jones
    Jaws
    Gremlins
    The Twilight Zone
    Close Encounters of the Third Kind
    Jurassic Park

    ou The Purple Color

    Tudo maus filmes?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Simplesmente não conheço muito Spielberg. Mas gosto muito de Star Wars, Indiana Jones, os Gremlins e este mais recente, o Lincoln! :)

      Eliminar

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).