segunda-feira, 13 de maio de 2013

O Al.


Quando me lembro do Al Pacino, o meu ator de preferência (entre os vivos), apenas me ocorre uma palavra para o descrever: ousadia. 

Ora, como tenho de fazer uma apresentação amanhã para português sobre esse tema, vou lá falar do Al. Espero, em três minutos, conseguir dizer alguma coisa de jeito e que dignifique merecidamente este grande artista. É um exemplo, de vida, de carreira (mesmo que ultimamente tenha feito filmes mais fraquinhos) e do verdadeiro Cinema. Sem o Al, nada seria o mesmo hoje em dia...

EDIT (14/05/2013) - Entretanto mudei de ideias. Não dá para falar do Al em apenas três minutos... tanto para dizer e tão pouco tempo...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).