Nanni Moretti e a minha garganta



Isto quando uma pessoa está malzinha da garganta, é uma chatice. Mas é giro ouvir, analisar e comparar todas as sugestões que a pessoa A, B ou C me dá para tentar curar ou, pelo menos, aliviar a dor que me está a maçar de uma forma tão... maçadora. Lembra-me do filme «Querido Diário», de Nanni Moretti, mais propriamente este terceiro e último capítulo do mesmo, onde o realizador brinca com as diversas formas como os médicos encararam a coceira de que ele se estava a queixar e do que ele deveria fazer para a curar. Ele saltita entre um e outro doutor e calham sempre respostas diferentes... e no final, nenhuma (ou quase) deu resultado...

Comentários