sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Shine - Simplesmente Genial

Se vos disser que o filme que vi ontem fala de um artista que pretende ser o maior do mundo e cujo Pai pretende incutir nele as habilidades que ele próprio, quando era pequeno, não teve oportunidade de as alcançar, irão pensar que «Shine» é apenas um filme vulgar, propício a qualquer transmissão de sábado à tarde da SIC ou da TVI.
Contudo, «Shine» não é isto. Ou melhor dizendo, parte da história da película é isto, acompanhada com um ou outro cliché usado no cinema. Só que este filme tem a particularidade de ser brilhante e excecional, tendo apenas essa pequena entrave que não estraga a sua visualização - que, ao contrário dos filmes de sábado à tarde, os destrói completamente.
E porquê?
Porque o espetador pode encher o regalo com, além da grande realização e o estupendo argumento do filme, a magnífica performance do ator Geoffrey Rush - artista que eu muito admiro -, merecidamente vencedora de Oscares e tudo o mais. Não há palavras para a sua interpretação do pianista genial David Helfgott, um prodígio que é protagonista do filme, e a sua vida o mote da ação.
«Shine» é um filme marcante e profundo que toca a qualquer tipo de espetador. Como referi, a princípio, o filme pode deitar cá para fora um ou outro cliché, mas acho que tudo o resto, como é excelente, consegue fazer superar esse pequeno pormenor. Com uma grande carga emocional e uma excelente seleção de banda sonora, «Shine» é um filme magnífico e um soco de humanidade e humildade para todos, independentemente de se gostar de filmes deste género ou não. «Shine» é, como diz a versão portuguesa do título, simplesmente genial. A ver!

Nota: * * * * *

3 comentários:

  1. Acho melhor começar a escrever uma lista de "a ver". A começar agora: Padrinho I; Padrinho II; Shine. Pronto :)

    ResponderEliminar
  2. Acrecenta O Padrinho III porque, apesar de ser mais fraquinho, é necessário para dar conclusão à história dos Corleone :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se continuar a seguir as tuas sugestões, vou acabar com uma lista de 16043792300 filmes. eheheh :)
      Já acrescentei ;)

      Eliminar

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).