sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

De quem é a vida, afinal?

«De quem é a vida, afinal?» é um espantoso drama do princípio da década de 80 realizado por John Badham e injustamente esquecido na atualidade. Adaptado da peça homónima de Brian Clark (que escreveu também o argumento cinematográfico), este filme conta-nos a história de Ken Harrison (Richard Dreyfuss), um escultor de profissão que fica quadriplégico após ser vítima de um acidente de viação que o obriga a ir parar a um hospital. Mais tarde, Ken, com a ajuda do advogado e de alguns amigos do hospital, irá tentar ter alta do estabelecimento para poder pôr um fim mais digno à sua vida. Contra Harrison estará o doutor Michael Emerson (John Cassavetes), que pretende cumprir o seu dever enquanto médico de manter vivos os seus pacientes. Com excelentes interpretações por parte de todo o elenco e um argumento muito bem escrito, este é um filme que merece ser visto e discutido por ser muito atual por falar de temas que continuam, ainda hoje, muito polémicos.


Nota: * * * * 1/2

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).