terça-feira, 27 de dezembro de 2011

2001. É aquele filme da odisseia no espaço.

Vi, no dia anterior à véspera de «Natali», esta magnífica peça cinematográfica que é «2001: odisseia no espaço». E digo-vos, fiquei espantado. Um filme espetacular a nível visual e cinematográfico, uma obra assombrosa, épica e extraordinária. Há quem a compare ao último filme do Malick. Para mim nada a ver. Este é uma verdadeira obra prima que me pôs a pensar, a pensar... Ainda estou a pensar em algumas perguntas que o filme me deixou. É fundamental qualquer ser humano ver este filme. «2001: odisseira no espaço» é um espaço de cinema puro e também uma oportunidade para o espetador refletir sobre os grandes mistérios da existência humana, acompanhado por uma fantástica banda sonora e uma excelente história de ficção científica, que ultrapassa várias épocas do passado, do presente e do futuro da Humanidade. E imagino que, se ver este filme num ecrã pequenino já causou um impacto tão grande em mim, imagino num ecrã gigante (que é onde se deve poder contemplar a 100% a magnificiência desta obra)! Um filme poderoso, o meu preferido do genial Stanley Kubrick juntamente com o "laranja mecânica", dos poucos que já vi deste realizador.

Nota: * * * * *

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).