Outono, Outono... Queria fazer uma rima com a palavra "Outono" mas nada me ocorreu, por isso fica aqui este título longo e choninhas.

CASTANHAS!!!!


(o post propriamente dito só começa no parágrafo seguinte. Este serve apenas para eu, numa letra centrada a grande destaque e a negrito, expôr a minha admiração por esse alimento «outonístico» que é a castanha. E assadinha é tão boa... Bem, podem ler um texto mais decente na próxima linha, sim?



Ah, o Outono. E o "ah" não serviu para prestar a minha admiração por esta época do ano, mas sim porque estou com o nariz um bocado entupido e tenho de respirar aos "ahs".

(Foi uma piada mesmo estúpida, não foi? Do género das que o Malatinho e outros da pandilha gostam de fazer. Estou a passar para o lado mais idiota da escrita, mas até que nem está a ser mau de todo. Tenho de experimentar isto mais vezes.)
Chegámos àquela altura do ano mais conhecida por aquela-época-em-que-as-televisões-começam-logo-com-popotas-e-leopoldinas-mesmo-quando-ainda-estamos-em-final-de-outubro-caraças-essas-campanhas-não-serão-muito-abusadoras-não-sei-e-como-já-fiz-esta-coisa-com-muitos-hífens-e-sem-qualquer-tipo-de-pontuação-mais-vale-parar.

O que é bom nesta época é que ainda posso fanar umas castanhas à borliu em alguns sítios onde aquela marca de telemóveis anda a fazer publicidade. Como é que se chama? Ah! É a «AvódaIvone», é isso, tinha-me esquecido do nome. Hoje estive na avenida de Roma e vieram de lá umas castanhinhas assadinhas quentinhas boazinhas gostosinhas.

É isso e a chuva algo estranha que anda a pairar pela cidade de Lisboa. Ora chove uns pingos, ora não chove, ora chove torrencialmente, ora não chove, ora eu faça uma dança da chuva e que chova elefantes do céu, ora não chove. E andamos nisto.

Para mim o Outono é, basicamente, o que vem antes do Inverno. E é uma época que eu goste muito, embora que com isto do aquecimento globalóide e derivados esteja a estragar um pouco o espírito desta época com temperaturas da estação seguinte e, como já referi, com anúncios e publicidade nas ruas que nos fazem pensar "POÇA JÁ É NATAL OUTRA VEZ?!".

O Outono é, digamos, de uma forma muito resumida, o amigo por conveniência do Inverno. Não tarda nada essa estação infernal (melhor dizendo, invernal) vai tentar apoderar-se da Primavera e do Verão. E com a ajuda do «Glóbál Wármingue», há dias em que consegue efetuar essa proeza. Malandrice! Primavera e Verão, tenham cuidado lá fora. A ver se não se constipam.

Uma mensagem muito surreal de Rui Alves de Sousa para os seus não-menos surreais leitores.

Comentários