domingo, 18 de setembro de 2011

É interessante ver como ainda hoje, passados uns meses depois da peça, sou abordado na rua por pessoas do Rainha que, ao aproximarem-se de mim, cantam a canção do «Rapaz». Foi o que me aconteceu ontem à noite, enquanto andava na praça de Londres.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).