sábado, 20 de agosto de 2011

R.I.P

Esta semana deixaram este mundo duas figuras importantes da cultura. Uma, foi José Fontes Rocha, guitarrista que acompanhou Amália Rodrigues e que tocou com a maioria dos grandes fadistas. Eu gosto de fado, não sou grande conhecedor, mas reconheço o valor que este homem teve e acho que merece todo o nosso respeito. Ontem vi o início de uma gala antiga do fado que a RTP repôs para homenagear José Fontes Rocha, e acho que o fado é um género bastante interessante, mas que não deve ser muito associado à melancolia, como muitos o dizem. Temos fados alegres, e alguns que ouvi ontem eram da autoria de José Fontes Rocha.


Outra figura que faleceu foi Raul Ruiz, cineasta chileno, que realizou o aclamadíssimo «Mistérios de Lisboa» (um filme que ainda estou para ver). Curioso porque ontem, umas horas antes de ouvir a notícia, tinha dito ao meu Pai que Raul Ruiz estava a fazer um filme sobre a batalha das linhas de Torres. Não conheço bem a obra deste realizador (a descobrir) mas foi uma figura impar do cinema mundial, vendo-se isso pelas grandes críticas que o seu último filme está a ter nos EUA (quem sabe se não chega aos Oscars?).


Paz à alma de José Fontes Rocha e Raul Ruiz.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).