domingo, 24 de julho de 2011

Não sou grande fã da Amy Winehouse mas reconhecia nela um grande talento e tinha músicas boas, para além dos singles que passam imensas vezes nas rádios, que tenho andado a ouvir porque a tv da sala está sintonizada na mtv, que está a passar imensas músicas dela.
O que acho curioso é o facto de continuar, com a morte da Amy, a dita 'maldição dos 27'. Ou seja, ela morreu aos 27, tal como aconteceu a outros artistas métodos em excessos de droga e afins, como o Kurt Cobain e o Jimmy Hendrix.
Estranhas coincidências...
R.I.P

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).