Ahah que parvo

Há bocado, era hora do almoço, dei por mim a fazer o habitual zapping pelos canais de TV, pelo motivo de não encontrar nada que, àquela hora, me cativasse.

Por isso, andava eu todo contente da vida a passear pela box da televisão, no meio de canais de economia e de póquer, quando subitamente, páro o comando na RTP Memória. E fico «derretido» a ver o "Espaço 1999".

Aquilo parecia um tesourinho deprimente!

É claro que, se algum saudosista dessa série vier aqui comentar, irá dizer «Ó puto pá, tu é que tens a mania que tudo do teu tempo é que é bom»...

Não é verdade. Só não gosto de séries de TV de ficção científica, porque acho sempre, na minha opinião, que caem um bocado para o ridículo.

Tal como sempre em toda a minha vida achei dos Power Rangers.

É que o "Espaço 1999" pareceu-me, pelo excerto que vi, um Power Rangers para graúdos. Apareciam extraterrestres de pantomima, efeitos visuais «fantásticos».

É o tempo que pesa nessa série, mítica para alguns.

Mas não estou a dizer mal das séries antigas, porque há muitas que são boas! Esta é que... vá lá...

Além de que o ritmo em que tudo acontece... Meu Deus... Será que no Espaço as pessoas, se estivessem em perigo de vida, falariam e agiriam tão lentamente como na série?

Coisas do passado.

Comentários