Finalmente, e sim, FINALMENTE, estou a ter a oportunidade de ver toda a trilogia de «O Padrinho», de Francis Ford Coppola. Dantes pouco ou nada tinha visto destes três filmes, mas agora vou poder ver e apreciar esta magnífica saga.

Comecei, obviamente, pelo primeiro filme. E ao contrário do que algumas pessoas me dizem, que o filme é lento e/ou aborrecido, eu não o achei. Tudo isso tem a ver com os gostos das pessoas. Felizmente, eu aprendi a gostar de tudo.


A história prende o espectador ao ecrã, auxiliado pelo brilhante elenco e pela maravilhosa banda sonora de Nino Rota. O argumento, escrito por Coppola e Mario Puzo está muito bem construído, e ficamos ali ao longo de 170 minutos a acompanhar a família Corleone e os seus problemas. Um Al Pacino a dar os primeiros passos e um Marlon Brando no seu melhor, nesta obra-prima do cinema americano.

5/5

Comentários