terça-feira, 17 de maio de 2011

Estive a ler uma pequena obra, chamada «O estrangeiro» de Albert Camus. Fiz um trabalho sobre o Existencialismo e o meu professor de filosofia aconselhou-me a lê-lo.

Livro pequenino (nem chega a 100 páginas, fica-se pelas 95), de leitura acessível, conta-nos a história de Meursault, um homem que não ligava muito ao futuro e deixava correr a vida tal como ela ia. Até que um dia um acontecimento grave vai alterar o seu percurso e descobrirá a beleza da sua vivência.

Gostei do livro, embora não ache que seja excepcional. É um livro interessante e lê-se bem, mas é simples, e quer transmitir ideias do escritor (absurdismo, existencialismo) aos leitores (digo já que não concordo com as ideias de Camus). Não deixa de ser uma história interessante, que nada mais tem a acrescentar, mas... é difícil de explicar. Resumindo, já li melhor.

Estou a ler outro livro, que um amigo me ofereceu como prenda de anos. Chama-se «O clube do cinema».

Uma crítica em breve, quando terminar a sua leitura.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).