sexta-feira, 4 de março de 2011

Que maravilha!

Esta semana está a ser «ispectaculari».

Na quarta-feira, uma entrevista a um jornalista que não conhecia, mas que nos deu uma grande entrevista.

Ontem à tarde, estive com este senhor.

Uma tertúlia na Livraria Bertrand do Chiado sobre a «Caderneta de cromos» e outras coisas mais. Ontem à tarde vim ao facebook e vi o anúncio que ele tinha feito a este evento.

E tive oportunidade de fazer uma pergunta ao Nuno Markl que me garantiu uma entrevista para uma rádio (não me perguntem qual que me esqueci de perguntar na altura. Uma menina veio ter comigo, fez-me umas perguntas com um microfone na mão e prontos!), sobre as ligações que há entre a geração do Nuno Markl e a minha.

Foi muito bom, gostei imenso, e agora passei a conhecer o «CRÓMÓ», onde na fotografia, está ao lado do indivíduo (ou seja, eu) que quando deixa crescer o cabelo e pôe os óculos, é considerado seu sósia.

O Nuno foi muito simpático, respondeu muito bem à minha pergunta. Quando eu comecei a falar deu-se esta situação.

Rui: O Nuno sabe que eu não sou da sua geração...

(riso geral por causa da parvoíce que tinha acabado de dizer)

Markl: Mas olha que se fosses, diria que estás muito bem conservado!

(riso geral)

Faço a pergunta e depois, O Markl está a responder e pergunta:

Markl: Quantos anos é que tu tens?

Rui: 15...

(riso geral, talvez por ter sido a idade que o Nuno Markl começou na rádio - numa pirata, localizada nas traseiras do prédio da sua Avó, como ele contou)

Markl: Diria que estás bem conservado, mas não para tão novo!

Foi um fim de tarde bem passado, com um ambiente simpático (e um estranho indivíduo que envergava um casaco verde-alface, que mais tarde se foi embora), que me faz pensar que valeu a pena, sim senhor, andar no metro completamente cheio de gente, estando ao pé de indivíduos com a música aos altos berros ou com um estranho odor, ou ainda uma Mãe irritante a dizer ao filho para não andar meio centímetro para a esquerda senão caía e saíam-lhe as tripas (é um exagero, mas percebem a ideia... acho eu...)

E, para acabar a semana em grande, hoje há cinema.

Filme? «Indomável».

Que semana «ri-fixe», como diria a Mãezinha daquela criança chamada Leonce... o segundo nome é muito complicado para escrever... vocês sabem qual é...

Agora dão-me licença para fechar o post?

Pronto.

A partir desta linha já não há mais nada meus filhinhos!!! Eu bem vos avisei que ia terminar o post!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).