terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Há dois dias...

Desde domingo que não vinha à internet.

Qualquer viciado diria «Ai que horror! Eu não conseguiria aguentar 48 horas sem computador!».

Eu fiquei. E bem!

Eu quando fico sem computador não fico depressivo, como certas pessoas. Penso «Bom, agora não tenho o computador, vou-me entreter com outras coisas.

E tenho andado a apurar as paciências. As das cartas. Li uns livros, vi boa televisão...

O que aconteceu com o computador é que o carregador foi-se á vida, e foi preciso arranjar-se um novo. A minha Mãe levou para lá o PC para o técnico informático da agência poder averiguar o que se passava, e talvez hoje o computador esteja em casa.

Sim, talvez, porque há bocado falei com ele ao telefone, para ele me explicar o problema, e depois de dizer que já estava pronto, falei-lhe do vírus que está no PC...

Vamos a ver o que ocorre...

Estou, lá está, a escrever esta pequena nota na Câmara Municipal de Lisboa...

A ver se loguinho o PC já esteja em casa...

Bom, até depois!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).