O senhor do adeus. Ou mais um comentário para juntar aos milhares que têm sido feitos sobre a morte de João Manuel Serra


Nunca me encontrei com este senhor. Pelo menos que me lembre. Talvez possa tê-lo visto e mal-educadamente tê-lo ignorado. Só soube da sua existência um dia depois de ter morrido.

Para quem não o conhece (depois de tanta divulgação na internet, e mais propriamente no facebook), este senhor costumava dizer adeus noite após noite aos carros que passavam na Avenida Fontes Pereira de Melo, em Lisboa. E aos domingos, ia ao cinema, e escrevia as suas impressões sobre os filmes que via neste blog.

Eu quando soube da existência desse blog, fui dar uma espreitadela. Além de reconhecer o aguçado espírito crítico que João Manuel Serra possuía, muitas mensagens de agradecimento ao homem que dias antes tinha partido deste mundo, dá-nos a perceber a importância que ele tinha. Movimentos no facebook foram feitos, e já querem erguer uma estátua ao senhor. As pessoas que com ele conviveram sentem mesmo a sua falta. E eu, mesmo nunca tendo estado com ele, sinto que faz falta haver pessoas assim.

Tenho respeito por este senhor, por ser sempre simpático e amigável para as pessoas a quem acenava ou que vinham ter com ele. Era um senhor que sabia dar boa-disposição e alegria. Era um homem que sabia viver, como li num dos tantos comentários que li nesse blog.

Talvez todos nós possamos ser senhores do adeus.

Sim, porque não?

(Aqui podem ler uma reportagem sobre ele do Diário de Notícias. Muito interessante.)

Comentários