Mais umas sugestões de filmes, para mudarem um pouco a rotina e verem filmes de jeito...

E cá vêm mais três sugestões de bons filmes para verem. Aproveitem os conselhos daqui do Tiozinho porque um dia talvez eu já não esteja cá e vocês «Ei os conselhos do Tiozinho que não aproveitei e que agora me fazem tanta falta!». Isto pensando de forma que esteja quase a bater as botas, que não é o caso. Portanto, esqueçam este parágrafo para sempre. Simplesmente apagem-no das vossas mentes...

Para começar, aconselho-vos uma comédia, de 1997, vencedora de dois óscares para melhor actor e melhor actriz, e nomeada para mais algumas categorias, incluindo a de melhor filme. «As good as it gets», ou na língua lusa «Melhor é impossível» (mas eu prefiro o título original), um filme que nos conta a história de Melvin, um escritor anti-social, com as suas psicoses. Mas um dia, a sua vida vai mudar quando aparece a única pessoa capaz de o ouvir que mudará completamente a sua vida.
Muito bom, com bons actores (um deles, Jack Nicholson, é um dos meus favoritos), é uma boa fita para se passar a tarde.


Outra sugestão cinéfila, também com o mesmo actor Jack Nicholson. «One flew over the cuckoo's nest» ou «Voando sobre um ninho de cucos».
Para escapar à pena de prisão que tem para cumprir, Randle P. McMurphy finge-se louco e vai parar a um hospital psiquiátrico para ser testado. Contudo, o seu espírito de rebeldia vai desconcertar todos os pacientes do dito hospital, e que vai afectar as suas vidas e a do próprio Murphy.
Óptimo em tudo (aliás, foi um filme que ficou na história porque foi o primeiro a receber os 5 principais óscares). Vale a pena ver.


E, por último, aconselho-vos «Being There», ou «Bem-vindo Mr Chance», um filme com Peter Sellers, o penúltimo da sua grande carreira, e tendo sido este um dos filme smais marcantes em que participou. Tendo vivido toda a sua vida isolado do mundo, dentro de uma mansão de Washington, Chance apenas conheçe o mundo através da televisão. Quando as circunstâncias da vida lhe pregam uma partida e ele vê-se atirado para o meio de um círculo de importantes políticos em busca de «novas ideias e abordagens», os resultados são mais do que interessantes.
Um bom filme, brilhantemente interpretado por esse grande artista Peter Sellers! Mais uma sugestão que fica!


E que tal que vissem pelo menos UM dos filmes que aqui propus? Muito agradecido.

Comentários

  1. Experimenta ver filmes do século XXI

    ResponderEliminar
  2. Ui, Almeida.Já vi mais do k pensas. Se visses posts antigos do blog então...olha, so para exemplificar, do século XXI já vi pelo menos estes 20 filmes: shutter island, estado de guerra, sacanas sem lei, Avatar, city island, O solista, A melhor juventude, Mystic River, Nunca é tarde demais, Invictus, O pianista, Sherlock Holmes (o novo, claro), The departed, Confissões de Schmidt, Bem-vindo ao Norte, Gangs de Nova Iorque, O estranho caso de Benjamin Button, Quem quer ser bilionário, O assassínio de Richard Nixon e Million Dolar Baby.

    São só 20 que estão aqui, mas já devo ter visto uns 37382932737 filmes recentezitos.

    É que eu para ser diferente, em vez de falar dos filmes bons recentes (que é o que toda a gente faz) inclino-me para os antigos, mas não quer dizer que não haja filmes recentes bons (ou vice-versa). Portanto da próxima vez que quiseres comentar o blog, pensa duas vezes, ok?Senão, lês uma resposta deste tamanho...

    ResponderEliminar
  3. Talves seja melhor na proxima

    ResponderEliminar
  4. Da próxima vou só por filmes do século XXI, a ver se ficas feliz...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).