domingo, 11 de abril de 2010

E, sem que nada o fizesse prever, e ninguém estivesse à espera, entra em cena o 400.º post do blog!

Em apenas 11 meses, o blog conseguiu 400 posts.
Mais de 6000 visitas.
Muitos comentários.
E 13 seguidores! (são 13 mais eu. Sim, porque eu também sigo o meu próprio blog. Sou o leitor mais assíduo.)


Parece pouco, mas para mim é bestial.

E parece que foi ontem que tudo isto começou.


E, para comemorar estes 400 posts e quase um ano de vida do blog, vou fazer uma das minhas antigas rubricas, mas ao contrário. Em fez de ser as «Pessoas irritantes», vão ser as «Pessoas que não são irritantes».


1 - Raul Solnado


Além de grande actor e humorista que foi, que é o «Pai» do Stand-up comedy português, era uma pessoa dotada de uma grande humanidade. Era muito humilde, dinamizador, uma pessoa intemporal, sem dúvida.

Ele não queria que a cultura em Portugal morresse, e trabalhou muito por essa causa. Criou o Teatro Villaret, e a Casa do Artista, para ex-profissionais do mundo do espectáculo.

Foi uma pessoa que ficará sempre na memória dos Portugueses. Aliás, a importância que ele teve na nossa cultura foi testemunhada no seu funeral, que foi transmitido em directo na televisão, quando o carro funerário começava a caminhar para o cemitério, e milhares de pessoas bateram palmas para o homenagear.

Foi um grande comunicador.

2 - Bruce Springsteen

É sem dúvida, um grande músico, e há quem goste das suas músicas, e outros que não.


Mas, se é apelidado de «Boss», por alguma coisa é....

É um dos músicos mais respeitados do mundo e com uma carreira que se manteve de sucesso até aos nossos dias.

Aliás, isso vê-se porque todos os álbuns dele foram aclamados pela crítica.

As letras que escreve são muito profundas, acho. Tentem ouvir «Streets of Philadelphia» ou «The Wrestler» e vão ver se eu não tenho razão...

3 - Michael J. Fox

É um grande actor, e também um grande tipo.

Ficou mais conhecido pela trilogia «Regresso ao futuro» e pela série «Spin City».

Sofre de doença de Parkinson, e criou uma fundação com o seu nome para investigar a possível cura desta doença.

Também é um grande humanista, muito solidário para várias causas.

4 - Charlie ChaplinÉ grande como realizador, actor, escritor, filósofo e compositor, e é uma influência obrigatória para todos os que quiserem seguir uma carreira no grande ecrã.

Escreveu coisas sobre a vida, citações e textos fantásticos, e alguns já foram aqui publicados no blog (vejam aqui, aqui e aqui).

E fez filmes muito bons, dos quais as longas-metragens, porque são mais tocantes e profundos.

Os meus filmes favoritos dele são «Luzes da Ribalta», «O Grande Ditador» e «O Barba-Azul».

O maior génio do cinema.

Ponto Final.

5 - Antoine de Saint-Éxupery

Grande escritor, é dele a autoria do livro «O Principezinho», um dos melhores livros que já passaram por estes olhitos meus.

E não é infantil, como muitos julgam que é...

Quem é que nunca leu esta obra? Quem?

Se houver alguém, que se acuse.

É um livro intemporal, mesmo. Dizem que este livro se percebe de diferentes maneiras, consoante a fase da vida da pessoa. Se for criança, percebe de uma maneira, e se for adulto, percebe de outra.

E escreveu outros bons livros, que valem a pena ler.

4 comentários:

  1. Miuda mesmo b...11/4/10 18:14

    Parabéns, continua assim ;D

    ResponderEliminar
  2. Haha, Rui, não te esqueças que eu te sigo duas vezes :p
    Mas parabéns, continua assim :)

    ResponderEliminar
  3. É muito vergonhoso se eu disser que li apenas metade do Principezinho (e isto já há muuito tempo)? :$ Mas eu tenciono lê-lo todo...um dia...

    Enfim, PARABÉÉNS ao Blog pelos 400 posts :D

    E foi boa ideia este das "Pessoas que não são irritantes". (Adoro a 4 :))

    ResponderEliminar

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).