Porque é que eu tenho uma obsessão pela música «Bridge over troubled water», da dupla Simon and Garfunkel...

Epá, sabem porque é que eu adoro esta música, mas sabem porquê, mas querem saber?

Ah, não querem? Então, vou-me já embora.

Adeus.

...
...
...


Estava a brincar! Afinal, o blog é meu, e eu faço dele o que eu quiser!

Mas o que é que estávamos a falar?

Ah, já sei.

Era da minha obsessão pela música «Bridge over troubled water».

Bom, eu ADORO esta música, como alguns de vocês já devem saber.

E porquê?

Ora, primeiro, deixo aqui a letra da música. Se a quiserem ouvir, passem por aqui.

When you're weary
Feeling small
When tears are in your eyes
I will dry them all

I'm on your side
When times get rough
And friends just can't be found
Like a bridge over troubled water
I will lay me down
Like a bridge over troubled water
I will lay me down

When you're down and out
When you're on the street
When evening falls so hard
I will comfort you

I'll take your part
When darkness comes
And pain is all around
Like a bridge over troubled water
I will lay me down
Like a bridge over troubled water
I will lay me down

Sail on Silver Girl,
Sail on by
Your time has come to shine
All your dreams are on their way

See how they shine
If you need a friend
I'm sailing right behind
Like a bridge over troubled water
I will ease your mind
Like a bridge over troubled water
I will ease your mind


Adoro esta música, porque fala da amizade, e também fala um pouco das pessoas que estão um bocado perdidas, que é o meu caso.

Esta música costuma fazer-me companhia quando estou a pensar em certas coisas. Mas é uma canção que, quando quero, ouço-a e pronto.

Eu sei que há pessoas com gostos diferentes do meu, e outros que dizem que não gostam desta canção, mas acho que toda a gente deveria ouvir, porque é uma canção com «alma», como costumo dizer.

E pronto, toda a gente deveria ouvir!

Comentários

  1. Finalmente a explicação!!! A letra da música é bonita, já agora...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).