sábado, 6 de março de 2010

Seinfeld, num (não muito) esperado regresso...

Jerry Seinfeld, o popular comediante que criou uma das sitcoms de maior sucesso nos anos 90, está de regresso à TV como produtor de um reality show chamado «Marriage Ref», que, segundo o nome, fala sobre casamentos.

Mas Seinfeld, como diz o Nuno Markl no seu blog, não precisava de fazer mais nenhum programa de televisão na vida: primeiro, porque fez uma sitcom tão revolucionária, definitiva e tão eternamente actual em todo o seu dissecar das pequenas coisas da vida, que poderá ser vista daqui a 100 anos e ter a mesma graça e impacto que teve quando estreou nos anos 90. Depois porque... bem, porque é multimilionário, continuará a ser e assegurará que os seus herdeiros continuarão a ser - basta a série Seinfeld existir e continuar a passar em canais de televisão pelo mundo fora e a vender DVDs.

E, no primeiro episódio do concurso, as audiências nem foram assim por aí além e os críticos andaram a dar tantas "facadas" no programa, que acho que se calhar era melhor Seinfeld ter ficado no seu poiso.

Mas há duas coisas boas neste reality-show: primeiro, o facto de só durar 22 minutos, enquanto que cá em Portugal duram duas horas, e também por ter convidados famosos (na segunda emissão vão estar Tina Fey, da série «30 Rock», Madonna e Larry David, guionista da série «Seinfeld»), que se calhar vão fazer-me ver o programa uma vez ou outra...

E se calhar, o programa nem é assim tão mau como os críticos o pintam, aliás, como diz também o Nuno Markl, se esses críticos vissem as porcarias que por cá se fazem, talvez considerassem o «Marriage Ref» um grande programa.
Mas vamos a ver, vamos a ver.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).