sexta-feira, 26 de março de 2010

Ir e voltar

Como diz o outro, «há mar e mar, ir e voltar».

E foi o que eu fiz, ir e voltar.

Estive ausente nestes dias do blog, porque estive numa excursão de EMRC quarta, quinta e sexta-feira.

Excursãozeca, vá.

Não passou disso.

Mas o que é que eu tive a fazer, nesta excursão?

Para já, dormimos num barco, em Viana do Castelo.

E eu estive em tantos sítios! Viana do Castelo, Braga, Guimarães, Santiago de Compostela...

E bati com a cabeça numa superfície metálica, bem rija!

Por causa de uma certa pessoa!

Não é, Paiva?

Bom, vou explicar-vos o sucedido: eu estava a ir para uns cacifos que havia nos nossos quartos, para guardar as minhas coisas, quando o Paiva, meu colega, fazia malabarismos com a guitarra e pôs-se à minha frente, obrigando-me a desviar dele, e como eu não olhei correctamente, bati com a cabeça num cacifo de metal.

Foi um grande estrondo! Mesmo BAAAAM!

Mas o Paiva foi «ameaçado» por xungas... eheheh... estávamos a jantar muito bem num sítio ao pé do barco da dormida quando de repente aparecem uns xungas à janela, e o Paiva fez-lhes sinais, que eu não sei se eles compreenderam mal ou não, e um deles (talvez o xunga-líder), fez-lhe aquele gesto de cortar o pescoço.

Esses devem ter sido dos momentos altos destes 3 dias da excursão.

E eu ia escorregando no castelo de Guimarães. DAMN YOU AFONSO HENRIQUES! (desculpem lá, eu sei que vocês sabem que eu não gosto muito de estrangeirismos, mas este era necessário).

Mas à noite foi muito giro porque no meu quarto estávamo-nos a rir imenso...

E eu fiquei afónico! Não sei porquê! E agora consigo fazer um barulho (MUITO) agudo e esquisito, que parece assim uma espécie de grito de acasalamento dos albatrozes...

Além de alguém me ter dito que estava com saudades do meu blog... e quem disse isso foi uma das leitoras (super-hiper-mega) assíduas deste blog, a Inês Rebelo. E acreditem, senti-me mais importante que a Hannah Montana.

A sério!

E uma certa frase pairou no autocarro como uma bomba. «Eu sei e tu também que...». Não vou pôr o resto, por razões de eu-tenho-parentes-meus-a-ler-isto, ok?

No autocarro, foi uma seca. Tremenda! Ai e tal, vimos uns filmes, que nem eram grande coisa, e quando o meu colega Centeno foi dizer ao nosso professor que tinha um bom filme ali (e até é. Era os «sacanas sem aquilo»), o professor disse que não punha porque era para maiores de 16.
Resultado: pôs o «Beethoven 5».

Ultrajante.

Mesmo.

Mas se repararem bem, como eu fiz, repararão que esses filmes podem ser mais obscenos que os filmes de +16.

Reparem nos «piqui-niqui-piquenos» promenores, ao longo de um filme.

Mas tem de ser um filme infantil, de preferência.

Com animais armados em engraçados.

De preferência, o «Beethoven 5».

É que a minha teoria ainda só foi comprovada com este filme.

Portanto, eu também quero que vocês comprovem a minha teoria!

Corrai a ver filmes com seres de 4 patas a fazerem macacadas!

IDE!IDE!

Pronto, okok, peço desculpa. É que eu ainda estou meio abananado depois disto tudo. Peço desculpa. Não voltará a acontecer (até ao final deste post! eheheh).

E além disto tudo, o que é que ocorreu mais, nesta excursão?

Ah, vimos monumentos e igrejas, e isso.
Mas isso nem é muito importante.
Era só o objectivo da visita, acho eu, mas não teve muita importância.

Mas, a brincar a brincar, tenho a dizer-vos que as paisagens eram muito bonitas, e... poéticas. Algumas delas fizeram logo lembrar-me daquela música «maluca, sempre a subir» (já diz outro músico, o Veloso Rui. Eheheh. Ainda tou abananado, o que é que querem? Por isso, este post é o cúmulo dos cúmulos da estupidez!)

Pelos comentários feitos a este post, acho que o apito do professor de EMRC também foi um dos grandes destaques desta visita. Aquele apito horrível vindo directamente do Inferno para chatear as mentes dos pobres Mortais...

Pronto, e sobre a excursão, acho que é tudo o que há a dizer. Não me lembro de mais nada «substancial», portanto, não escrevo aqui.

Ah, e amanhã vou cedinho para o «Nuorte».

Mas vou tentar dar-vos notícias e continuar-vos a chatear com os meus posts.

Disso garanto-vos!

MUHAHAHAHAHA!

cof cof.

Peço desculpa. Ainda estou um bocado afónico.

Vou tentar ir a um supermercado a ver se têm rebuçados para a tosse.

Daqueles do Dr Bayer.

Perdão, Bayard!

5 comentários:

  1. loool, se n fossem por tar tantos aposto k o paiva tava lixado cm akeles xungas xD, mas pronto tirando isso eu gostava de ter ido. ahahah tiveram de ver o «Beethoven 5». ahahaha xD

    ResponderEliminar
  2. Ahahahahahahah, esta visita de estudo foi ganda seca....mas com alguns momentos comicos aqui referidos pelo "grande" rui...
    A escumalha\xungas sobre quem o rui mencionou eram nojentos, feios e muito mal educados, coitadinho do paiva....ou talvez nao mwhahahahahaah xD
    E a tal musica que andamos a cantar no autocarro, e que o rui n quer dizer, vou eu dizer hehe. A "musica" era "Eu sei, e tu tambem, que eu ... a tua mae!" pronto n vou dizer pois tbm n mt apropriado...=p

    O ruiiiii, tu n falaste no apito IRRITANTE do stor??????? Como n falaste??????? Eu ODEIOOOOOOOOOOOOOOO aquele apito, pa n falar no stor...ele e taooooo xato!!!! Pa quem quer saber aquele apito era o "GRANDE" apito do stor de moral , e cada vez que ele nos queria mandar calar, ralhar por tarmos a portarnos mal ou ate mesmo para nos xatear ele soprava pa porra do apito....... so de imaginar doime a cabeca e os ouvidos...enfim....desculpa pelo grandeeeeeeeeeee comment looool

    E acabei!!! Por hoje...mwahahahahahaha

    ResponderEliminar
  3. Viva Os Sacanas sem Lei! xD

    ResponderEliminar
  4. LOL, quem e o anonimo??? Identificate xD

    ResponderEliminar
  5. Aposto que o Anónimo é o Centeno!

    ResponderEliminar

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).