segunda-feira, 22 de março de 2010

Coisas que me irritam (n.º 13) - O festival da Canção

Eu nem percebo como é que há gente que ainda consegue estar sintonizado na RTP1 para ver o Festival da Canção, e posteriormente, o Festival da Eurovisão da Canção!

Sinceramente...

Aquilo é música, caros leitores e leitoras?

Respondam-me, pelamordedeus!

Aquilo é MÚSICA???

Na minha opinião, é sempre DEPRIMENTE e STRESSANTE ver o festival da canção.

Para já, os apresentadores falam sempre do Festival como se fosse a melhor coisa do mundo, e que os concorrentes são muito bons e não sei quê...

Chega a hora do público ouvir os meninos a cantar, e o que é que a gente ouve?

Ah, chamam àquilo de, hã, música, acho...

Eu sei que, se eu falar com pessoas com pelo menos mais 15 anos que eu, vão dizer «No meu tempo é que era, o Festival é que era bom e tal».

Bom, também não era a melhor coisa do mundo.

É verdade que, antigamente, as músicas que iam a concurso na Eurovisão eram cantadas por pessoas que sabiam... cantar, e as letras das músicas até que faziam... sentido.
Antigamente, o festival da Canção subia as audiências.
Hoje em dia, é preciso haver sorte para que haja um décimo da população portuguesa a vê-la.
Com as músicas de agora, também, só apetece-me atirar a televisão pela janela!

Agora vai uma tipa que nem sabe cantar para ir representar Portugal na Eurovisão!

Mas, talvez, isso aumenta as probabilidades de Portugal ganhar a Eurovisão este ano!

Porque, nestes anos, têm vencido na Eurovisão concorrentes que não exercem bem a sua função, que é a de... cantar.
Ultimamente, os vencedores da Eurovisão são escolhidos mais pela sua aparência, acho.

Ou então por a música ser muito pimba, e «aquelas-pessoas-que-adoram-esse-género-de-música» tumba! Toca a votar!

Os meus Pais costumam dizer que, no princípio, Portugal não atingia grandes lugares na Eurovisão porque era por sermos uma ditadura.

Mas mesmo sem ditadura, continuamos em lugares acima do 10.º!

E irrita-me mesmo aquelas pessoas que dizem: «É este ano que vamos ganhar e não sei quê».
Mas NUNCA GANHAMOS!

Pelo menos, dantes, levávamos à Eurovisão cantores que ficavam mais tarde na história da música portuguesa, como o José Cid, as Doce, a Dina, o António Calvário, etc.

Agora, os representantes portugueses da Eurovisão são esquecidos.

Para sempre.

Mesmo.

Ninguém quer saber deles.

A sério.

Mas, também, com músicas como têm aparecido nos últimos anos, como das Nonstop e aquela que cantou «Dança comigo», mais me apetece é fugir do que apreciar a música!

Mesmo!

Bom, acho que vou acabar este post.

Aqui.

Nesta linha.

Ou nesta.

Pronto, o post acaba nesta linha, e acabou-se!

Está bem?

Ah, porra!

PRONTO! ACABA NESTA LINHA E NÃO SE FALA MAIS NISSO! JÁ ESTOU COM DORES DE CABEÇA!

2 comentários:

  1. Festival da canção.
    Tenho de concordar contigo, mais uma vez...
    Eu ODEIO o festival da canção.
    Sempre que o vejo, fica-me a doer a cabeça.
    E as musicas... :S
    Não quero falar mais disto.
    Já me doi a cabeça...

    ResponderEliminar
  2. Ola rui! Finalmente alguem que sabe o que diz...estou farta do festival da "cancao"(esta em " pois ali ninguem canta), eu odeio ver aquilo! Dáme arrepios so de pensar quem vai representar portugal no festival eurovisao...enfim...
    PARABENSSSS Rui mais uma vez por este post bueee fixe =)

    ResponderEliminar

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).