domingo, 28 de fevereiro de 2010

Rui Responde n.º 3

Na terceira edição do Rui Responde, mais 3 respostas a 3 perguntas:

Pergunta n.º 7

O que é que achas da tua turma?
Maria Lorena

Eu acho que a minha turma é uma boa turma, com pessoas muito inteligentes na matéria que se dá nas aulas (que eu não faço parte), só que há dois problemas na minha turma: primeiro, é a competitividade que existe, e eu odeio quando os inteligentes gostam de se armar em espertos (olha que lindo trocadilho), e segundo, há aquela tendência de se formarem grupinhos de amigos, e isso faz com que a turma não seja uma turma unida. E eu sou daquelas pessoas que, normalmente, está sozinho nos recreios a ver quem está livre para conversar um pouco.

Pergunta n.º 8

Que tortura escolhias para torturar um dos teus inimigos?
Sara

Essa é uma pergunta muito difícil, mas se calhar optava por prender a vítima a uma cadeira e pôr um tacho debaixo de uma torneira a pingar. Minutos depois, aquilo torna-se irritante, mas TÃÃÃO irritante! Ah, e depois, a vítima pode morrer afogada, mas isso deve demorar algum tempinho.

Pergunta n.º 9

O que é a SIDA?
Sara

(ela fez-me esta pergunta porque num teste de CN, havia uma pergunta que perguntava isto e eu pus esta resposta)

A SIDA é como um vírus que entra no computador. Ele deixa que entrem certas doenças para o organismo sem este se poder defender

(e ela quis que eu pusesse isto no blog. Também, a ideia para esta rubrica veio desta resposta a esta pergunta)


E foi a 3.ª edição do Rui Responde.

2 comentários:

  1. Um que entra no computador?? LOL, mesmo à Rui!

    Essa do torturar a pessoa tá gira tá...mas por acaso eu acho o barulhinho de gotas a cair 'fofinho' até...

    ResponderEliminar
  2. Verão ou Inverno? (Porquê?)

    ResponderEliminar

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).