quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Coisas que me irritam (n.º 3) - O futuro

Sim, o futuro.
Tinha de ser incluído, desculpem lá.
Mas sabem porque é que o futuro me irrita? Sabem?
Ou não querem saber? É que se não vou-me já embora.
Ah, não querem saber, ok.
Mas, para vosso desgosto, vou continuar a escrever isto! muhahaha!

Deixem-me lá ver onde estava antes desta palhaçada.

Ah! Ia falar do futuro! É isso!

Bom, e sabem porque é que o futuro me irrita?

Porque tenho sempre aquela sensação (não sei se vocês têm, mas eu tenho), de que não vou ser ninguém no futuro e que vou viver nuns caixotes onde tinham sido transportados sabões «Clarim» (e sim, tinham de ser da marca Clarim porque só assim soava bem, desculpem lá.)

E da pressão! Principalmente no nono ano, que é o ano onde estou, em que a pressão é muito grande. Testes, estudo, testes, estudo, um pão com manteiga, testes.

E nessas alturas gosto de ouvir músicas com uma letra que toca e uma melodia calminha, como esta.

E, por mim, até era o Peter Pan, sempre uma criancinha.

Quer dizer, tem dias, por vezes gostava de ser adulto e tal, mas pronto.

E agora estou-me a lembrar de uma certa pessoa fazer um discurso sobre o nosso futuro (não vou mencionar nomes para não ferir susceptibilidades), que para sobreviver, «Vocês (ou seja, a minha geração), Vão ter que lamber as botas dos vossos patrões, e não vão ter reforma! ahahahah!» (pronto, esta risada final não estava incluída na citação original)

E hoje, uma certa pessoa (que também não vou mencionar o nome para não ferir susceptibilidades) disse que a minha geração era «uma geração de mal-educados que não respeitam ninguém e que só pensam em desrespeitar toda a gente», e depois foi essa pessoa que disse que eu, mesmo sem eu ter feito nada, que precisava de «ir ao psiquiatra» porque«pois, Rui, dantes eras muito santinho e agora não sei o que é que te deu...». Eu fiquei mesmo (não gosto muito de usar a língua inglesa para estas coisas, mas pronto) WTF? Essa pessoa caracterizava a minha geração como quase uma geração «Laranja mecânica». For god sake (pronto. Lá usei o inglês outra vez. E nem tenho a certeza se isto se escreve assim...).

Portanto, e resumindo e recapitulando e concluindo e sintetizando e finalizando e acabando e terminando e etc, o que eu acho é que o meu futuro vai ser um fundo branco. Sem nada.

Mas depois confirmarei isso com a passagem dos anos...

1 comentário:

  1. lool essa pessoa de quem tás a falar que disse: «uma geração de mal-educados que não respeitam ninguém e que só pensam em desrespeitar toda a gente» essa pessoa só pode ser a stora de hsitória!!! essa stora tabém nos disse o mesmo (á minha turma, mas pronto essa stora sabe tudo e não sabe xD

    ResponderEliminar

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).