quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Uma grande perda...


















Não escrevi durante este tempo porque fui passar 18 dias de férias num sítio onde a única coisa civilizada que havia era a televisão.
No sábado, foi com grande tristeza que soube da morte do grande Raul Solnado.



O meu pai até disse: «fica a humildade e a simpatia do maior humorista português»

Lembro-me da primeira vez que o vi (tinha 8 anos, mas ainda não sabia QUEM era o Raul Solnado), a minha família estava a passar férias no Palace Hotel Curia, ao pé do Porto, um hotel muito bom, e o Raul Solnado estava lá. O meu pai e o Raul falaram, falaram até que o Raul perguntou ao meu pai «Sabe qual é o meu carro?», e o meu pai pensou «agora o Raul vai dizer que tem um carro muito bom...», e a resposta do Raul: «é um smart».

Isto era para mostrar a grande humildade do grande Raul Solnado, criador do senhor fritz, da ida à guerra e tantas outras rábulas, que mesmo com o sucesso que teve não deixou de ser uma pessoa normal e humilde!
Raul Solnado morreu? ENGANAM-SE!!! Vai ficar sempre na memória de todos nós!







Vi o último trabalho dele, as divinas comédias, e é bestial!



«Se a estupidez fosse músico você era um saxofone!» Raul Solnado

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).