quarta-feira, 15 de julho de 2009

As minhas raivas quotidianas

-Estar muito calmamente a ler um livro e começar a ouvir o meu vizinho a cantar a gloria Gaynor-Quando chego a casa e entro com o pé esquerdo e não com o direito-Quando uma música não me sai da cabeça-Quando o cobertor começa a sair da cama e eu tento apanhá-lo a tempo, mas nessa altura ja caí no chão.

E estas foram as minhas raivas quotidianas que se calhar vão aparecer no 5 para a meia-noite de sexta-feira (eh pá homem cala-te com o 5 para a meia-noite!)

...

Ah, e outra coisa...

...
O próximo post é o n.º 100! Que feliz que estou!
Assim vai o mundo...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).